Ex-vereador é preso por embriaguez ao volante e tentar subornar policiais do BPTran em Maceió

Postado em 01 de Dezembro de 2020 ás 07:02
Paulo Corintho tentou subornar os militares oferecendo R$ 5.200 em espécie. Ele foi levado para a Central de Flagrantes, onde foi autuado. O ex-vereador por Maceió Paulo Corintho Martins da Paz foi preso na madrugada desta terça-feira (1º) no bairro da Jatiúca por embriaguez ao volante e tentar subornar policiais do Batalhão de Polícia e Trânsito (BPTran).
A reportagem do G1 tentou falar com Corintho, mas não conseguiu. Ele está na Central de Flagrantes I e, até as 7h, não havia nenhum advogado no local.
De acordo com o cabo Magnun, a guarnição fazia rondas em um posto de combustíveis, quando o ex-vereador viu a viatura, entrou em seu carro e tentou fugir.
"Ele saiu correndo e foi até seu condomínio e tentou entrar. Eu fui para a frente do carro e ele não entrou. Ofereci o teste do bafômetro, mas ele se recusou. Ele ofereceu dinheiro ao motorista da viatura para ser liberado. Ai foi dado voz de prisão e ele veio para a Central de Flagrantes I", disse.
O crime de corrupção ativa não cabe fiança. "Se fosse só a embriaguez, o delegado iria estipular uma fiança e ele, após pagar, seria solto. Mas o crime de corrupção ativa é inafiançável. Ele será submetido a uma audiência de custódia que vai definir se ele será solto para responder em liberdade", reforçou.
O ex-vereador foi ouvido pelo delegado plantonista Gilson Rêgo.
Paulo Corintho é filho do ex-candidato a prefeito de Maceió, Corintho Campelo.
Em 2009, Paulo Corintho se envolveu em uma briga com o atual deputado estadual Dudu Holanda. À época, os dois ocupavam cadeiras na Câmara de vereadores. Na ocasião, após uma briga, Dudu mordeu a orelha de Corintho, que precisou de cirurgia para reconstituir parte do órgão que foi arrancado.
Veja os vídeos mais recentes do G1 AL
Veja mais notícias da região no G1 Alagoas
OUÇA AO VIVO
-