Deslizamento de barreira atinge casas em Maceió

Postado em 15 de Abril de 2021 ás 13:02
Uma residência desabou e pelo menos três imóveis vizinhos foram condenados pelo risco de novos desabamentos. Defesa Civil Municipal está em alerta. Deslizamento destrói casa na Grota da Alegria, no Benedito Bentes
Um deslizamento de barreira na Grota da Alegria, no Benedito Bentes, em Maceió, atingiu ao menos duas casas nesta quinta-feira (15). Uma delas ficou com o banheiro destruído e a outra desabou completamente. Ninguém se feriu. Chove forte na capital alagoana desde a noite de quarta (14).
Na casa que desabou moravam Eristânia Cristina da Silva Santos, o esposo e a filha adolescente. O irmão dela, Ítalo Thiago da Silva Santos, conta que quando a barreira deslizou, atingiu primeiro a parte dos fundos da casa. Os moradores saíram para a rua e, quando já não tinha mais ninguém no imóvel, ela desabou.
"Foi umas 6h30, 7h30. A gente ouviu o estrondo e saiu todo mundo de casa. Aí ficamos na rua, com medo de entrar, esperando chegar socorro, e aí a casa desabou. Mas graças a Deus não tinha ninguém dentro", afirmou Santos, que mora com a esposa e duas filhas crianças.
Casas são atingidas por deslizamento de barreira na Grota da Alegria, em Maceió
O Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil encaminharam equipes ao local para vistoriar a situação. Casas vizinhas foram condenadas pelo risco de novo desabamento.
"Como a gente é vizinho, quando os bombeiros vieram fazer a vistoria, condenaram mais três casas. Agora a gente está abrigado na casa da minha mãe, mas não podemos ficar assim, precisamos de ajuda", lamentou.
Defesa Civil monitora áreas de risco
'Chuvas se estendem até amanhã', diz coordenador da Defesa Civil em Maceió
A Defesa Civil Municipal está em alerta para os estragos causados pelo excessivo volume de chuva na capital. Há pelo menos 12 equipes nas ruas monitorando a situação nas áreas de risco.
"Há previsão de chuvas ainda para hoje e ela se estende ate amanhã. Só aqui em Maceió tivemos volume de 373 mm, quando o mês de abril tem previsão de 207 mm. Tivemos cerca de 80% a mais para todo o mês e hoje ainda é dia 15 de abril. Nosso solo tem já extrapolou o grau de saturação", informou Abelardo Nobre, coordenador da Defesa Civil.
A orientação é para que a população acione a Defesa Civil pelo número 199 ao menor risco de desastre.
"Quando a população perceber o início da inundação, quando perceber que está escorrendo a água junto com barro, já deve ligar para o 199, não deve esperar que algo aconteça de maior gravidade para ligar para a gente", explica Nobre.
'Se puder, saia da área de risco', pede prefeito JHC
JHC pede à população que saia de áreas de risco durante período chuvoso em Maceió
Diante do risco de novos deslizamentos pela cidade, o prefeito JHC (PSB), em entrevista ao AL1, fez um apelo para que a população saia das áreas de risco até que os órgãos competentes atestem que a situação está estável.
"A nossa Defesa Civil recebeu, só nas últimas 24 horas, mais de 50 chamados. A gente tem estado por toda parte da cidade, em um esforço integrado para que a gente possa preservar vidas. Por favor, se puder, vá para outra casa urgentemente, procurem casa de parente, de vizinho, mas saiam da área de risco", disse o prefeito.
A prefeitura afirma que está em constante processo de limpeza de galerias. Somente nos últimos dias já foram recolhidas mais de mil toneladas de lixo.
"Vamos fazer um planejamento ainda mais forte para o próximo ano, a chuva não vai dar trégua, a gente precisa estar em alerta. A Quadra Chuvosa de Maceió é bem complicada, mas a gente está fazendo um esforço integrado", afirmou.
Sobre o Mercado da Produção, no bairro da Levada, que há dois dias sofreu com alagamentos, o prefeito JHC afirmou que vai tratar o assunto como prioridade para poder desobstruir as galerias e concluir as obras de drenagem na região.
Veja os estragos causados pela chuva em Maceió
Veja mais notícias da região no G1 AL
OUÇA AO VIVO
-