Maceió tem estoque de CoronaVac, mas aguarda decisão do Ministério da Saúde para aplicação em crianças e adolescentes

Postado em 21 de Janeiro de 2022 ás 14:44

Anvisa aprovou vacinação com a CoronaVac em crianças e adolescentes entre 6 e 17 anos. Capital alagoana já vacina crianças de 5 a 11 anos com a Pfizer pediátrica. Injeção, vacina, seringa, coronavírus, Covid-19, Pfizer, Astrazeneca, Coronavac, Janssen (Imagem ilustrativa)
Mohammad Shahhosseini / Unsplash / Divulgação
Após a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizar a aplicação da vacina CoronaVac em crianças e adolescentes entre 6 e 17 anos, a prefeitura de Maceió informou ao g1 nesta sexta-feira (20) que dispõe de saldo remanescente de doses da vacina para essa finalidade. Não há previsão, porém, para início da aplicação deste imunizante no público menor de idade.
"A Prefeitura de Maceió informa que aguarda posicionamento do Ministério da Saúde sobre a utilização da CoronaVac em crianças e adolescentes", diz trecho de comunicado enviado à reportagem.
A capital vem vacinando crianças de 5 a 11 anos com comorbidade e a partir de 10 anos sem comorbidade desde a última segunda-feira, mas com doses pediátricas da Pfizer. À medida que chegam novas remessas, a cobertura é ampliada para nova faixa etária.
O Município esclareceu ainda que a aplicação da CoronaVac em menores de idade vai acontecer "desde que esteja em consonância com as diretrizes do Programa Nacional de Imunização".
O g1 também questionou à Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) se há estoque da CoronaVac disponível e se há previsão para iniciar a imunização de crianças e adolescentes com esse imunizante, mas não tinha recebido resposta até a última atualização desta reportagem.
A decisão da Anvisa foi unânime (todos os cinco diretores foram favoráveis), tomada na análise do segundo pedido apresentado pelo Instituto Butantan para liberação do imunizante contra a Covid-19 para crianças. O Butantan buscava licença para imunizar a faixa a partir de 3 anos, mas a agência optou por aguardar até que mais estudos sejam apresentados sobre crianças abaixo dos 6.
Esquema vacinal e composição
O esquema vacinal para crianças é o mesmo recomendado para os adultos: duas doses aplicadas em um intervalo de 28 dias. A vacina será a mesma já aplicada na população em geral (no caso da Pfizer, primeira autorizada para crianças, há uma formulação diferente para as crianças).
A vacina CoronaVac está autorizada para uso emergencial no Brasil para pessoas com 18 anos de idade ou mais desde 17 de janeiro de 2021.
Este imunizante já é usado ou foi autorizado em crianças de diferentes faixas etárias em pelo menos seis países: Camboja, Chile, China, Colômbia, Equador e Indonésia.
Anvisa libera uso da CoronaVac para crianças e adolescentes
Assista aos vídeos mais recentes do g1 AL
Veja mais notícias da região no g1 AL
OUÇA AO VIVO
-