Taxa de desemprego em Alagoas sobe e chega a 16,6% no mês de setembro, segundo IBGE

Postado em 24 de Outubro de 2020 ás 10:54

Foi o maior percentual desde o início da pesquisa, em maio. Número de pessoas desempregadas é 186 mil em todo estado. Taxa de desemprego em Alagoas sobe mais uma vez em setembro
Divulgação/ Reprodução
O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou neste sábado (24) mais um dado da pesquisa Pnad Covid19 Mensal. Desta vez sobre a taxa de desemprego em Alagoas. Segundo o Instituto houve aumento em Alagoas, passando de 16,4% em agosto para 16,6% em setembro, sendo esse percentual o maior desde o início da pesquisa.
Alagoas é o 4º estado do Nordeste que menos realizou testes de Covid-19, segundo o IBGE
O primeiro mês da coleta dos dados foi em maio. Veja a evolução:
Maio - 12,7%
Junho - 15,3%
Julho - 15,7%
Agosto - 16,4%
Setembro - 16,6%
Em maio eram 141 mil pessoas desocupadas em Alagoas. Já em setembro o número passou para de 186 mil. Ou seja, havia 45 mil pessoas a mais que procuraram efetivamente um trabalho, pressionando o mercado, mas não encontraram.
A taxa de desemprego é o percentual de pessoas desocupadas em relação às pessoas que estão na força de trabalho, sendo essa categoria a soma do número de pessoas ocupadas e desocupadas em determinada população.
O IBGE considera pessoas desocupadas as que estão sem trabalho que estavam disponíveis e tomaram alguma providência efetiva para consegui-lo, ou seja, pressionaram ativamente o mercado. Também são consideradas desocupadas as pessoas que já haviam conseguido trabalho e iriam iniciá-lo após a semana de referência da entrevista.
População ocupada
Já a estimativa da população ocupada em Alagoas para o mês de setembro foi de 937 mil pessoas, o que representa aumento de 1% em relação a agosto e com retração de 3,3% em relação a maio.
Com esses resultados, a força de trabalho em Alagoas passou de 1,11 milhão, em maio, para 1,12 milhão em setembro.
Afastamento por causa da Covid-19
A pesquisa Pnad Covid19 mostrou também que caiu o número de pessoas ocupadas e afastadas do trabalho por causa do distanciamento social
Em setembro esse grupo era de 54 mil pessoas, a quarta queda consecutiva. No mês de maio, eram 217 mil pessoas nessa situação.
Veja os vídeos mais recentes do G1 AL
Veja mais notícias da região do G1 Alagoas
OUÇA AO VIVO
-