Vigilância Sanitária apreende 46 toneladas de alimentos em nove meses de fiscalização em Maceió

Postado em 21 de Setembro de 2021 ás 13:06

Produtos estavam estragados ou fora do prazo de validade. 500 estabelecimentos em diversos bairros da capital foram alvo da fiscalização. Fiscalização apreende 46 toneladas de alimentos estragados em nove meses em Maceió
Em quase nove meses de fiscalização, de janeiro até agora, a Vigilância Sanitária de Maceió apreendeu 46 toneladas de alimentos estragados em 500 estabelecimentos. A informação foi divulgada nesta terça-feira (21).
A última apreensão foi feita na segunda (20), em uma única distribuidora de laticínios, quando foram retirados de circulação 1.600 kg de alimentos, entre frango, carne bovina, queijo, presunto e outros alimentos vencidos ou em péssimo estado de conservação.
Desde o início do ano, a Vigilância vem fiscalizando supermercados, mercadinhos, mercados públicos, frigoríficos e padarias da capital. São ações de rotina ou resultante de denúncias da população.
“Os estabelecimentos que vendem carnes e outros produtos fracionados têm que expor a embalagem original ao lado desses alimentos, com os selos de inspeção sanitária e as informações com o lote, as datas de fabricação, embalagem e validade perfeitamente visíveis. Temos encontrado grande quantidade de carne moída e carne de sol em condições impróprias para o consumo”, disse o coordenador da Vigilância Sanitária, Airton Santos.
Os estabelecimentos flagrados com inconformidades sanitárias foram autuados e multados em valores que variam de R$ 180 a R$ 19 mil, a depender das infrações flagradas em cada um, e dado um prazo para adequação. Não há informação se algum comércio foi interditado.
Mais de 1.500 alimentos foram apreendidos na parte alta de Maceió na segunda-feira; em quase 9 meses, já foram retiradas de circulação 46 toneladas
SMS
Vigilância apreendeu toneladas de carne bovina estragada em nove meses de fiscalização em Maceió
SMS
Assista os vídeos mais recentes do g1 AL
Confira mais notícias da região no g1 AL
OUÇA AO VIVO
-